Associação Brasileira de Brinquedotecas

Preocupados com o aperfeiçoamento técnico e o desenvolvimento dos filhos, os pais acabam enchendo as crianças de tarefas extracurriculares como aulas de natação, de línguas estrangeiras, balé e judô, sem saber que a atividade mais completa para elas é o simples ato de brincar.

“É impossível brincar e não aprender alguma coisa. São duas coisas sem dissociação”, diz Ingrid Cardore, representante da Associação Brasileira de Brinquedotecas – ABBri, uma associação filantrópica, de caráter cultural e educacional, localizada em São Paulo (SP), cujos objetivos são:

  • Divulgar o conceito de Brinquedoteca;
  • Evidenciar a importância do brincar e das atividades lúdicas na infância;
  • Fornecer subsídios e orientação para pessoas interessadas em montar Brinquedotecas;
  • Promover cursos para a conscientização do valor do brinquedo no desenvolvimento infantil, para organização de Brinquedotecas, para preparação de profissionais especializados e para a orientação educacional aos pais e familiares;
  • Manter um banco de dados e uma biblioteca sobre brinquedos e Brinquedotecas;
  • Estimular a criação de Brinquedotecas e o resgate da criatividade;
  • Realizar projetos que estendam a possibilidade de brincar a todas as crianças; e
  • Defender o direito das crianças a uma infância saudável e digna.
Especialistas em educação afirmam que brincar é importante para a criança porque, além de desenvolver os aspectos físico, mental e emocional, é assim que ela aprende a ser adulta. Cada brincadeira traz um tipo de enriquecimento para a criança. Ela aprende a ter autoestima, a lidar com sentimentos como a frustração, o medo e a manutenção da esperança.

Segundo Ingrid Cadore, hoje o brincar, principalmente na escola, passou a ter a finalidade de ensinar outros conteúdos como inglês, matemática e informática. “As crianças pararam de brincar pelo brincar. E isso é sério, porque na hora em que se brinca sem compromisso, ela trabalha com conteúdos emocionais dela. Muitas vezes brincando, no faz de conta dela, está pondo muita coisa para fora e pensando a respeito”, comenta.

Conheça mais sobre as brinquedotecas e sua função no desenvolvimento emocional das crianças, visitando o site da ABBri em http://www.brinquedoteca.org.br ou sua página no Facebook, clicando aqui.